quinta-feira, fevereiro 14, 2008

as mulheres que nós amamos...

Em dia de namorados, deixo-vos o precesso de escrita da carta do velho Pires à sua amada Felismina, no tempo em que as cartas eram escritas e entregues em mão... Para quem não está situado, estou, mais uma vez, a falar dos Amigos do Gaspar... Segue, então, o diálogo e a música incluídos na faixa do CD.

Minha querida Felismina:

Bem sabes como sofre o coração deste pobre e velho marinheiro por não conhecer a correspondência do teu amor.

O amor, Felismina, o amor quando nos toca é como se tocasse um sino, um hino, [sei lá] o trino de um alegre passarinho. Felismina, eu quero voar para o teu ninho [esta está boa: «voar para o teu ninho»!] e fazer o pino [«fazer o pino»?! pronto, faço o pino! Felismina, as coisas a que o amor nos sujeita; por ti, fazia o pino...] Já não sei, que desatino. Mas que hei-de eu fazer? Felismina, o amor é um furação desgovernando a minha embarcação.

Felismina, abranda a tua tempestade e manda-me uma brisazinha para atiçar as brasas em que vive o meu coração.

Pires

- E pronto! Agora vocemecê leva-me esta cartinha ali à loja da Felismina e diga-lhe que vai de meu mando, está bem?...

- Olhe Sr. Pires, eu levo, mas não me meta em trabalhos, está bem?...

- O'm'essa, homem! Claro que não! Então aquela Felismina é uma mulher de categoria, de categoria! Percebeu?

- Ai isso acredito, mas deixe-me que lhe diga uma coisa: as mulheres que nós amamos são sempre mulheres de categoria.

- Está certo! Está certo! Ah, Felismina, Felismina, mulher da minha alma...

Ai, o amor quando nos toca
é como se tocasse um sino,
um hino, um trino
de um alegre passarinho

Vou voar para o teu ninho
vou tentar fazer o pino
vou ser bailarino
argentino, desatino

Mas que hei-de eu fazer?
O amor é um furacão
desgovernando
a minha embarcação

Sérgio Godinho (musicado por Jorge Constante Pereira),
"A Paixão do Velho Pires, o Marinheiro" (1988)

Etiquetas: , ,

Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial