segunda-feira, dezembro 14, 2009

Liberais e Marxistas

Os modelos teóricos quando são implementados sofrem as adaptações (ou perversões) necessárias. Os bons e os maus sempre estiveram do lado contrário aos das duas grandes utopias da modernidade: marxista e liberal. Os maus dos liberais são os marxistas, os dos marxistas os liberais. Sendo assim, não há diálogo possível entre duas constelações societais tão absolutamente distintas. Sinceramente penso que tanto uma utopia quanto outra possui virtualidades. A liberal quando defende um sujeito privado e particularista bom, contra um sujeito público e colectivo mau, tudo isto sem violar nenhum princípio ético. A marxista quando defende um sujeito público e colectivo bom, contra um sujeito privado e particularista mau, igualmente sem subversões éticas. A história Ocidental está repleta de casos que desmentem as duas utopias. Os distintos liberalismos conseguiram articular, sabiamente e ao longo dos tempos, multinacionalização de recursos, elites dos partidos e Estado, naturalizando socialmente a ideia de que as sociedades que construíram foram/são/serão as melhores para nós. Os distintos marxismos conseguiram articular, sabiamente e ao longo dos tempos, nacionalização de recursos, elites do partido e Estado, naturalizando socialmente a ideia de que as sociedades que construíram foram/são/serão as melhores para nós. Numa óptica de pura competição por um lugar no poder penso ser muito mais fácil fazê-lo numa sociedade marxista, basta para isso investir e vigiar fortemente a carreira partidária, o partido e os amigos do partido e esperar pela compensação futura. No lado dos liberais a maçada é muito maior, é preciso investir e vigiar a carreira, os amigos da carreira, o partido, os amigos do partido, a árvore genealógica, os amigos da árvore genealógica, a bolsa e os amigos da bolsa e quando deixamos de investir morremos (ou fisicamente, ou socialmente). É por estas (e por outras) que as sociedades marxistas não compactuam nem com a liberdade de expressão, nem com a revista Forbes.

Etiquetas: , ,

Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial