sexta-feira, janeiro 11, 2008

uma casa portuguesa: we

Não sou fã de Blasted Mechanism. Assisti a um concerto (por acaso!) há qualquer coisa perto de 10 anos em Gaia num festival de Verão. Nunca tinha ouvido falar deles. Ficaram, inevitavelmente, rotulados como o grupo da música estranha com fatos esquisitos. Não apreciei o estilo. Entretanto, foram ficando mais conhecidos, passaram à minha frente em mais alguns concertos e a rádio encarregou-se de me ir dando a conhecer meia dúzia de músicas. Além disso, já ouvi também entrevistas que como que acalmaram a minha indignação perante aquelas apresentações ao vivo - não são (só) parvoíces, há uma postura consciente de interpretação de um papel: um concerto é um espectáculo! Com tudo isto, não sei se foi de me habituar a ouvi-los mais vezes ou se, de facto, mudou alguma coisa, mas já os tolero bastante melhor. Continuo a não ser grande apreciadora do conjunto musical, mas respeito o trabalho e até nem desgosto de músicas como "Karkov" ou "I belive".

No cartaz do Avante do ano passado anunciava-se Blasted Mechanism com António Chaínho. ????? - pensei!... Acabei por não ir à Atalaia, mas se tivesse ido, este teria sido, sem dúvida, um momento em que eu estaria presente. Blasted e António Chaínho???!!!... Entretanto o tempo passou e eu fui esquecendo essa parceria inesperada. Mais para o fim do ano passado passava na rádio uma música que me soava a Blasted e que tinha... uma guitarra portuguesa... - é isto!!! Deixei-me a ouvir e depois lá veio a confirmação: "We" dos Blasted Mechanism com a participação especial do mestre António Chaínho.

Este "We" faz parte do álbum mais recente do grupo: "Sound in Light" (2007). E hoje voltei a ouvi-la na rádio. Achei que devia partilhá-la convosco. O vídeo só descobri agora, e também vale a pena.


Etiquetas: ,

Partilhar

4 Comments:

Blogger H Franco said...

E que bela descoberta Cristina... A mistura da guitarra do Mestre António Chainho com a electrónica dos Blasted é um achado. :)

sexta-feira, janeiro 11, 2008 3:55:00 da tarde  
Anonymous G said...

Blasted é fenomenal!
E então ao vivo, são das melhores bandas do nosso país e rivalizam com muitas estrangeiras.
Abraço!

sexta-feira, janeiro 11, 2008 5:22:00 da tarde  
Blogger leonor said...

Se tivesse de eleger a música do ano seria esta. Não me canso de a ouvir, acho a mescla genial.

sexta-feira, janeiro 11, 2008 5:50:00 da tarde  
Blogger cristina said...

franco:
É, pois é?... Os cruzamentos de estilos, quando bem conseguidos!, são sempre boas surpresas.E, pessoalmente, acho a sonoridade da guitarra portuguesa um real e potencial elo de ligação com muita coisa.

g:
Como eu disse, globalmente, não sou apreciadora do estilo, mas reconheço e respeito o trabalho.

leonor:
Também ouvi a música vezes sem conta no dia em que a publiquei... e agora também. É que ouvindo uma vez só dá vontade de ouvir de novo! :)

quinta-feira, janeiro 17, 2008 1:22:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial