quarta-feira, abril 20, 2011

Os Belos Adormecidos

Sócrates já se demitiu há 28 dias mas há Portugueses que só agora começaram a despertar. Lentamente, lá vão saindo de uma espécie de estado de coma induzido que, em alguns casos, já durava há seis longos anos.

Alguns, certamente os mais ensonados, ainda procuram repartir a responsabilidade da crise entre o Primeiro-ministro e o Presidente da República. Mas os que já acordaram estremecem só de imaginar que no cadeirão de Belém poderia estar sentado Manuel Alegre.

Quem anda a procurar co-responsabilizar Cavaco Silva pela crise, certamente preferiria que o Presidente da República tivesse afirmado publicamente que o Primeiro-ministro parecia estar "a viver num mundo irreal", que estava a fazer "o diagnóstico errado da situação", que "devia ter recorrido à ajuda externa mais cedo, quando os juros da dívida ultrapassaram os 7%", que o Primeiro-ministro demonstrou uma "grande inconsciência em relação ao endividamento externo". Outros talvez preferissem algo um pouco mais soft, do género:"foi um erro Sócrates ter diabolizado a vinda do FMI". Mas os mais indignados talvez preferissem afirmações mais peremptórias por parte do Presidente da República, como a proferida por Rómulo Machado:"o primeiro-ministro que nos conduziu a esta situação de bancarrota não tem condições para nos fazer sair dela"; ou como as pronunciadas por Manuel Maria Carrilho: José Sócrates é um "governante medíocre" que "num dia estava quase a salvar-nos, e no dia seguinte o chumbo do PEC IV abriu um buraco de 80 mil milhões de euros"; "esteve seis anos no poder e o país está na situação em que está"; "teve todas as condições para governar Portugal ao obter uma maioria absoluta e a cooperação do Presidente da República  e não se pode queixar de ninguém a não ser dele próprio"

No meio de tanta manipulação e perante tamanha demonstração de incompetência por parte deste governo, o que ainda nos vai valendo é precisamente a intervenção ponderada do Presidente da República.

Imagem: Henry Moore

Etiquetas:

Partilhar

1 Comments:

Blogger skeptikos said...

«José Sócrates é um "governante medíocre"»

Pelo contrário. Ele cumpriu à risca o que era suposto fazer: - entregar de bandeja, a preços de saldo, um país inteiro aos "mercados" e que agora a troco de uns patacos nos vão fazer pagar com língua de palmo, tudo o que os mandatários entretanto desviaram.

sexta-feira, abril 22, 2011 8:49:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial