sábado, novembro 14, 2009

Carnavalização da política

"Carnavalização da política" é um conceito de Boaventura Sousa Santos, segundo o qual existe um atitude de farsa entre padrões de actuação do Estado, os agentes políticos e a interiorização de práticas políticas coerentes.
Exemplos: a) a legislação e o seu não cumprimento, práticas retrógadas e leis avançadas. Por um lado o Estado compromete-se, por outro descompromete-se; b) a "carnavalização" e "descanonização" dos processos ideológicos na integração do partido "Os Verdes" na coligação eleitoral CDU, aparentemente ambos os partidos defendem modelos de desenvolvimento (sócio-económicos) bastante distintos.

Assim "perante o espectáculo de carnavalização da política, não admira que o 'o Português' se tenha afeiçoado a 'convicções negativistas, nomeadamente ao nível político e educativo que o conduzem ao auto-envenenamento mental' (Quadros, 1986: 84)."

SANTOS, B.S. (2002). Pela Mão de Alice. O Social e o Político na Pós-Modernidade. Porto: Edições Afrontamento, p. 63.

Não sei se será ou não correcto, mas as constantes notícias referentes a "fontes" sobre processos em segredo de justiça, não contribuirá também para a consolidação de uma "carnavalização" muito especial:

- investigações;
- arrastamento interminável pelos tribunais;
- papel das "pretensas" fontes jornalísticas.

isto é a contribuição irresponsável de todos para a consolidação de uma ideia:
há uma justiça para quem tem posses para pagar a advogados hábeis na arte de lidar tecnicamente com as leis e a justiça para todos os outros.

Não sei não, mas acho que era bom trocarmos umas ideias sobre este assunto.

Etiquetas:

Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial