sábado, junho 20, 2009

Avé Maria e o Senhor esteja convosco!

A instituição tinha inicialmente bons propósitos, os seus profissionais eram competentes, eticamente responsáveis, deontologicamente alinhados. Quando Deus acordou chegou à conclusão que a perfeição é inimiga da expansão da fé. Demorava-se mais tempo. A doutrina deveria ser espalhada de uma forma eficaz. Afinal, para uma igreja se expandir e ganhar adeptos interessa mais a quantidade. Os profissionais anteriores foram sendo substituídos alguns, resistindo outros e substituídos, ainda outros. Os novos foram sendo formatados na nova fé. Muitos féis, garante a minha fé, o garante da minha fé é o garante da minha existência. Enfim, o que interessa é que hajam fiéis, se são de fraca, média ou alta qualidade, que interessa? Afinal, a grande massa de fiéis, os que são a razão da nossa existência, garantem os nossos lugares, nos púlpitos. Vai daí construiu-se uma nova igreja, muito bem oleada, com os seus critérios de decência, os seus valores de referência e as suas ousadias diárias.

Etiquetas: , , , ,

Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial