segunda-feira, maio 25, 2009

Uma série de séries

Aceitando o repto da Cristina e do Espumante, aqui deixo o meu top das séries que acompanhei com entusiasmo ao longo da curta vida que levo. Não são quinze, são dezasseis, mas podia acrescentar mais umas quantas.

Twin Peaks (de que gostei muito até aquilo descambar), Weeds (por sugestão do Tsiwari, que em boa hora acatei), Moonlighting (há long time ago), Hill Street Blues (também no tempo em que ainda não tinham inventado a roda - adorava aquele detective maltrapilho que ladrava), Allo, Allo (imperdível), Black Adder (de morrer de rir, especialmente a época em que entrava o actor Hugh Laurie, hoje mais conhecido pelo papel desempenha como Doctor House), The Practice (os meandros da profissão, mas in the american way), The Sopranos (a fantástica máfia dos tempos modernos), Ally McBeal (empatia à primeira vista), Friends (excelente, do primeiro ao último episódio), Deadwood (por especial recomendação de José Pacheco Pereira), X-Files (porque the truth is out there), Lost (apesar de achar que, a dada altura, perdi o fio à meada), The West Wing (talvez a melhor de todas as séries; tenho agendado rever todas as sete épocas), ER (que me deixava sempre colada ao televisor) e Heroes (o que eu quero ser quando for grande).


Com igual ou maior entusiasmo acompanhei todos os programas de humor do Herman José e, hoje em dia, também gosto muito de ver o Conta-me como foi. Já não tenho é paciência para horários malucos, intervalos e publicidade, por isso tenho mais tendência para só ver DVDs.
Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial