quinta-feira, março 12, 2009

Poemas que explodem
















urgente

As bombas matam porque sofrem de uma espécie de doença incurável
que as faz ganhar saúde quando as largam no ar
uma vez expostas à lei da gravidade
e por ela arrastadas para o mundo humano
as bombas precisam de explodir tal como uma criança precisa de urinar
até fazerem um lugar onde fiquem
que se não mova que seja
como um direito a isso
ao pé do deus que lhes deu comida

Mário Cesariny; "urgente", in Pena Capital, Assírio & Alvim, 2004, pág 146

Etiquetas: , ,

Partilhar

4 Comments:

Blogger Carlos Santos said...

Deve ser por isso que o MSTavares apelou ao suicídio live on TV http://ovalordasideias.blogspot.com/2009/03/os-disparates-de-miguel-sousa-tavares.html

quinta-feira, março 12, 2009 11:02:00 da tarde  
Anonymous Teresa Ribeiro said...

André, meti-o numa corrente blogosférica...

sexta-feira, março 13, 2009 12:37:00 da manhã  
Blogger Leonor said...

Eu também, Tersa, mas o André não nos liga nenhuma. Teremos de esperar por dias melhores, ouviste André? ;-)

sexta-feira, março 13, 2009 1:50:00 da tarde  
Blogger Leonor said...

Teresa

sexta-feira, março 13, 2009 1:51:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial