segunda-feira, novembro 19, 2007

O país que temos III

O Tribunal da Relação deu razão à entidade patronal num processo judicial que opôs um cozinheiro à dita entidade, que o despediu por ter HIV. Alega-se no acordão que "ficou provado que A. é portador de HIV e que este vírus existe no sangue, saliva, suor e lágrimas, podendo ser transmitido no caso de haver derrame de alguns destes fluidos sobre alimentos servidos ou consumidos por quem tenha na boca uma ferida". Ficamos pois a saber que o HIV se transmite da forma descrita, uma descoberta importante para a comunidade científica certamente, e que, a avaliar pelo mesmo texto, as condições de higiene são execráveis, uma vez que existe derrame dos fluidos citados sobre os cozinhados. Só notícias boas, portanto.

Etiquetas:

Partilhar

8 Comments:

Blogger Carlota said...

Bem, só espero que esse cozinheiro não seja o mesmo de que falo no meu post de hoje.
E com isto ficas a saber que, dependendo do cozinheiro, aumentam as possibilidades dos ditos fluídos irem parar à tua comida...
:S

segunda-feira, novembro 19, 2007 2:12:00 da tarde  
Blogger leonor said...

Que nojo! Mas é científico que o HIV não é transmitido assim.
Bjs

segunda-feira, novembro 19, 2007 2:33:00 da tarde  
Blogger leonor said...

Fui ver o teu post, acho que não é o mesmo ;-)

segunda-feira, novembro 19, 2007 2:34:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A conclusão que podemos retirar deste acordão, é que os avanços científicos da medicina não estão apenas confinados às pesquisas ou experiências laboratoriais, doravante nas salas dos tribunais já poderemos saber com "rigor científico" se um indivíduo com cefaleias pode contagiar o ambiente de trabalho através de saliva!!!
Há cada uma!!!

Abraço

segunda-feira, novembro 19, 2007 6:23:00 da tarde  
Blogger nokinha said...

E qual é a identidade da entidade patronal? Eu não quero comer nesse local, independentemente do chef!

segunda-feira, novembro 19, 2007 7:57:00 da tarde  
Blogger Leonor Barros said...

Obrigada pelos comentários. É incrível a argumentação de quem tanta responsabilidade e teoricamente devia estar informado.

É do grupo Sana, mas não sei de que hotel especificamente.

segunda-feira, novembro 19, 2007 10:45:00 da tarde  
Blogger MPR said...

Afinal aquele mito urbano de cozinheiros e empregados de restaurante a cuspir para a comida é realidade... Que bom saber... Não sei o que é pior, se a imbecilidade dos juizes, fundamentada num medo cego sem suporte cientifico, ou o facto de se achar normal que comida para onde caíu saliva, sangue e outros fluídos seja servida à mesa...

quinta-feira, novembro 22, 2007 10:16:00 da manhã  
Blogger Leonor Barros said...

lol

quinta-feira, novembro 22, 2007 2:05:00 da tarde  

Enviar um comentário

Voltar à Página Inicial