quarta-feira, março 30, 2011

Responda você mesmo

Facto 1: Portugal encontra-se há vários meses em estado de pré insolvência.
Pergunta 1: Quem é que detém as competências necessárias no nosso
quadro constitucional para tomar as medidas que nos deveriam ter
afastado deste estado de pré insolvência?

Facto 2: O governo de José Sócrates não conseguiu nos últimos seis
anos tomar as medidas necessárias para evitar a situação dramática em
que nos encontramos.
Pergunta 2: Se José Sócrates não conseguiu em seis anos evitar esta
situação vai conseguir agora retirar-nos dela?

Facto 3: Precisamos de ajuda externa para obtermos a liquidez
necessária que nos ajude a sair desta crise.
Pergunta 3: Conseguimos a liquidez necessária para sair desta crise
sem recorrer ao FMI?

Facto 4: Precisamos de um governo credível para voltarmos a obter a
necessária confiança dos mercados/credores.
Pergunta 4: José Sócrates que governou o país nos últimos 6 anos e com
os resultados conhecidos tem essa credibilidade?

Facto 5: Precisamos de um Primeiro-ministro que não seja parte do problema
Pergunta 5: [faça-a você mesmo]
Partilhar

3 Comments:

Anonymous Ulisses said...

Facto 1: Portugal encontra-se há vários meses em estado de pré insolvência.
Pergunta 1: Quem é que detém as competências necessárias no nosso
quadro constitucional para tomar as medidas que nos deveriam ter
afastado deste estado de pré insolvência?

Nenhum deles, só mesmo a sociedade civil e os jovens trabalhadores podem tomar as rédeas de seus próprios destinos, o Parlamento é mentiroso.

Facto 2: O governo de José Sócrates não conseguiu nos últimos seis
anos tomar as medidas necessárias para evitar a situação dramática em
que nos encontramos.
Pergunta 2: Se José Sócrates não conseguiu em seis anos evitar esta
situação vai conseguir agora retirar-nos dela?

Não

Facto 3: Precisamos de ajuda externa para obtermos a liquidez
necessária que nos ajude a sair desta crise.
Pergunta 3: Conseguimos a liquidez necessária para sair desta crise
sem recorrer ao FMI?

Não conseguimos nem com o FMI e nem internamente, a crise é agudizante, tomemos o PODER

Facto 4: Precisamos de um governo credível para voltarmos a obter a
necessária confiança dos mercados/credores.
Pergunta 4: José Sócrates que governou o país nos últimos 6 anos e com
os resultados conhecidos tem essa credibilidade?

Nem José Sócrates nem ninguém, José Sócrates era apenas uma marionete, o Estado não é impessoal, é governado por interesses econômicos e corporativos.

Facto 5: Precisamos de um Primeiro-ministro que não seja parte do problema
Pergunta 5: Ou precisamos dos Jovens e Trabalhadores no Poder organizando através de uma Democracia direta sobre os rumos do País??

quinta-feira, março 31, 2011 7:03:00 da tarde  
Anonymous Ulisses said...

Facto 1: Portugal encontra-se há vários meses em estado de pré insolvência.
Pergunta 1: Quem é que detém as competências necessárias no nosso
quadro constitucional para tomar as medidas que nos deveriam ter
afastado deste estado de pré insolvência?

Nenhum deles, só mesmo a sociedade civil e os jovens trabalhadores podem tomar as rédeas de seus próprios destinos, o Parlamento é mentiroso.

Facto 2: O governo de José Sócrates não conseguiu nos últimos seis
anos tomar as medidas necessárias para evitar a situação dramática em
que nos encontramos.
Pergunta 2: Se José Sócrates não conseguiu em seis anos evitar esta
situação vai conseguir agora retirar-nos dela?

Não

Facto 3: Precisamos de ajuda externa para obtermos a liquidez
necessária que nos ajude a sair desta crise.
Pergunta 3: Conseguimos a liquidez necessária para sair desta crise
sem recorrer ao FMI?

Não conseguimos nem com o FMI e nem internamente, a crise é agudizante, tomemos o PODER

Facto 4: Precisamos de um governo credível para voltarmos a obter a
necessária confiança dos mercados/credores.
Pergunta 4: José Sócrates que governou o país nos últimos 6 anos e com
os resultados conhecidos tem essa credibilidade?

Nem José Sócrates nem ninguém, José Sócrates era apenas uma marionete, o Estado não é impessoal, é governado por interesses econômicos e corporativos.

Facto 5: Precisamos de um Primeiro-ministro que não seja parte do problema
Pergunta 5: Ou precisamos dos Jovens e Trabalhadores no Poder organizando através de uma Democracia direta sobre os rumos do País??

quinta-feira, março 31, 2011 7:03:00 da tarde  
Blogger Freire de Andrade said...

As minhas respostas, segundo o que penso:
Resposta à pergunta 1: A competência terá de ser de quem nos governa, nesta caso do próximo governo, seja ele de cor for. Assim ele seja competente, ao contrário do actual.
R à pergunta 2: Claro que Sócrates não será capaz. Já demonstrou à saciedade (e à sociedade) a sua incompetência.
R à pergunta 3: Não sei e acho que ninguém sabe: os membros do actual governo porque já se enganaram tantas vezes que mostram que não sabem nada, os da oposição, de onde sairá o futuro governo, porque ainda não têm os dados todos.Terão de se orientar às cegas.
R à pergunta 4: Claro que não tem a mínima credibilidade. Esperemos que também não tenha a possibilidade.
Pergunta 5: Quem pode estar nessa posição. Claramente os membros da oposição, de direita e de esquerda, não são actualmente parte do problema, deste problema. Mas alguns poderão levantar problemas maiores. Vamos a ver se a campanha trará algum esclarecimento sobre o que pretendem fazer.

sexta-feira, abril 01, 2011 12:40:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial