quarta-feira, novembro 03, 2010

O Artista Português


O chico-espertismo é reconhecidamente uma das marcas que mais fortemente se enraizou na sociedade portuguesa. Sobejamente comentado e analisado não precisa portanto de mais apresentações para toda a gente saber do que estou a falar.

Veio-me à lembrança este tão característico traço da cultura lusa agora, por ocasião das infindáveis discussões e comentários à volta do OE.

A coisa resume-se mais ou menos nisto: o Orçamento não presta; com o actual estado das coisas a sua execução vai ser praticamente impossível; mas mesmo assim aprova-se só para inglês ver (e alemão também), que é como quem diz, o objectivo é mesmo só enganar os tansos dos "mercados", para garantir que conseguimos continuar a sacar o graveto cá para o gasto.

Daqui a uns meses, quando eles perceberem a jogada, a malta logo arranja outra cena para os enrolar. Que isto os camones podem ser muito ricos e evoluídos mas também são um bocado tótós.

Eu nunca deixo de me surpreender com a nossa capacidade para nos excedermos.
Partilhar

2 Comments:

Blogger Luis said...

Não há realmente nada como a pasta medicinal couto!

quarta-feira, novembro 03, 2010 6:40:00 da tarde  
Blogger protasio said...

Adoro esta visão que tens sobre o povo português, que está até muito perto da realidade... o pior é que está à vista de todos que nada vai mudar e continuamos eternamente à espera que o D. Sebastião nos venha salvar...

domingo, fevereiro 06, 2011 4:06:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial