quarta-feira, abril 22, 2009

O Mundo Tal Como Ele É

Chego tarde à história da Susan Boyle, mas mesmo assim decido dar aqui conta dela porque acho que merece ser difundida. É que mesmo já a conhecendo desde os tempos do velhinho patinho feio sou sempre extremamente sensível a estas bofetadas nos "mainstreams", principalmente quando elas atingem os seus pontos nevrálgicos.

Quanto à moral da história deixo-a ao Ferreira Fernandes no DN:

“Susan Boyle - há uma semana, ela foi concorrente no Britain's Got Talent, a versão britânica de um desses concursos caça-ídolos. Susan subiu ao palco com o vestido dourado do casamento de um sobrinho, de barbela, sobrancelhas em floresta e cabelo maltratado. Desempregada, tem 48 anos e "nunca fui beijada". A plateia e o júri prepararam-se para vaiar o desplante. Fizeram mal, deviam ter reparado na passada firme com que entrou. Ela cantou I Dreamed a Dream (Sonhei um Sonho), do musical Les Misérables. A boa voz, aliada ao nada que se esperava dela, mais aquele não sei o quê das pessoas genuínas transformaram-na em sucesso planetário. Ontem, o seu vídeo no YouTube já tinha sido visto por 26 milhões de pessoas. Entretanto, descobriram-lhe um disco gravado, há dez anos, em que a sua interpretação de Cry Me a River é magnífica. Feia a conquistar um mundo de glamour, velha insistindo num sonho, Susan Boyle é uma parábola com lição moral. Sim, cada um de nós pode. Temo é que Susan, podendo muito, não possa com o mundo tal como ele é.”

E para quem ainda não tenha visto o vídeo
Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial