quinta-feira, abril 23, 2009

Juramento de Bandeira

Devia tornar-se obrigatório que qualquer pessoa que se quisesse candidato a primeiro-ministro de Portugal passasse por uma recruta (onde lhe seria mostrado o verdadeiro estado do país) e depois fizesse um juramento do tipo:

Eu como Português e como candidato a primeiro-ministro juro reconhecer que “… o estado português funciona mal, que é em muitos aspectos prepotente e intromissivo, que abusa da lei, consome muito mais da riqueza nacional do que lhe seria legítimo, presta serviços, no mínimo, deficientes, não consegue administrar uma justiça de qualidade, uma educação de qualidade, uma administração pública de qualidade, e uma saúde de qualidade.”
Partilhar

1 Comments:

Anonymous Calçadinho said...

Tem razão no que diz: Esta geração está a ser preparada para ser automatizada. Na escola nada aprende, porque não há quem saiba ensinar, salvo raras excepções. Os governantes são paus mandados dos poucos que querem dominar o mundo.
Estes depois de servidos eliminam os chicos expertos, pois não haverá lugar para todos nas naves espaciais.
Por fim todos morrerão. Faz-se justiça

quinta-feira, abril 23, 2009 8:31:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial