quinta-feira, maio 29, 2008

Queixinhas [1]

Os debates quinzenais inauguraram a possibilidade que anteriormente estava guardada, sobretudo, para as Moções de Censura e debates sobre o Orçamento de Estado, sacudir a água do capote é agora um hábito instituído de 15 em 15 dias. José Sócrates vai agora numa base quinzenal à Assembleia da República repetir umas nove vezes – as que hoje contei mas posso ter-me distraído – que a culpa disto tudo é do anterior Governo.
Começo a acreditar que, num mundo pararelo, seria possível, num confronto épico entre El-Rei D. Afonso Henriques e José Sócrates, ouvir uma resposta por parte do primeiro-ministro mais ou menos assim:

‘Senhor deputado Afonso Henriques, o senhor sabe que o que diz é injusto e falso… O senhor deputado tem o desplante de vir para aqui falar da violência social que os aumentos dos combustíveis representam para os Portugueses? Para os Portugueses senhor deputado? Tenha vergonha! Quem é que bateu na mãe senhor deputado? Fui eu? A culpa é sua, senhor deputado Afonso Henriques’.

Etiquetas: ,

Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial