sábado, dezembro 29, 2007

A vida segundo Margarida Rebelo Pinto

Fiquei a saber hoje pela manhã que para Margarida Rebelo Pinto, a escritora embevecida por ter tido um buraco no coração que lhe provocou um acidente vascular cerebral, a desordem, doença, padecimento adequado a uma escritora romântica no seu dizer e que lhe trouxe muitas aprendizagens –praise the Lord-, só existem dois tipos de mulheres: as chatas e as resolvidas. E foi mais longe na categorização. As chatas são as que não f-o-d-e-m (sic) e as resolvidas as que f-o-d-e-m (sic). Obviamente disse-se resolvida. Tanto dislate logo pela manhã. A sorte da Margaridinha é que disparate não paga imposto, senão lá se ia a receita dos seus livros.
Partilhar

4 Comments:

Blogger gajo dos abraços said...

Ui.

sábado, dezembro 29, 2007 8:24:00 da tarde  
Blogger espumante said...

Alguém que lhe diga: O que tu queres sei eu...
:)

sábado, dezembro 29, 2007 8:31:00 da tarde  
Anonymous stanley k. said...

bem entao e ela em que categoria se inclui, visto q tem namorado mas este é mais bicha q o castelo branco, deve ser na sub categoria das q dormem c pila q nao f-o-d-e, pelo menos a elas....

segunda-feira, dezembro 31, 2007 6:15:00 da manhã  
Blogger av said...

Não sabia desta. Mas não me espanta, nem um bocadinho... porque será?

segunda-feira, janeiro 07, 2008 8:24:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial