quinta-feira, junho 05, 2008

Geração de Ouro



Em 1996 este anúncio da Nike colocava pela primeira vez dois portugueses entre a 'nata' do futebol mundial. Entre os muitos, e ilustres, convidados da marca nipónica para a gravação do milionário anúncio, que ainda hoje continua a ser dos melhores que já se fizeram, estavam dois altos representantes do pontapé na bola nacional. Rui Costa e Figo são agora figuras de um passado, de uma geração que se dizia ser a de ouro do futebol português. Eu concordo em absoluto, aquela foi a Geração de Ouro, mas a actual, que dentro de dois dias começa a "batalha" do Euro-2008 tem muito melhores condições para vencer. Hoje, ter um Figo no Barcelona, ou um Rui Costa no Milão, já deixou de ser a excepção. Hoje a regra diz que os bons jogadores portugueses chegam logo aos vinte e poucos anos às grandes equipas, que 60 por cento ou mais dos habituais seleccionados actuam fora de Portugal, em campeonatos muito mais competitivos. Entre as equipas presentes na final do Europeu da Suiça e Aústria a nossa selecção foi a única a ter cinco jogadores na final da Liga dos Campeões, três deles jogaram essa final, dois deles levantaram o "caneco" no final, um deles tem 99 por cento de possibilidades de ser considerado o "Melhor Jogador do Mundo".
A experiência dos grandes eventos é hoje normal na selecção nacional, assim Luiz Felipe Scolari consiga fazer passar a mensagem de que não basta serem bons quando podem ser os melhores.
EU ACREDITO! ... e tenho dito.

Etiquetas: ,

Partilhar

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

Voltar à Página Inicial